Mais da metade dos consumidores não entende as notas de degustação, afirma pesquisa


Uma pesquisa realizada pela One Poll, do Reino Unido, concluiu que mais da metade dos entrevistados não compreendem o conteúdo das notas de degustação dos vinhos. No total, 55% manifestaram que as descrições não ajudam a entender as características do vinho.

De acordo com a pesquisa, que contou com a participação de mil adultos, os consumidores do Reino Unido pensam que as descrições são mais "pomposas" do que úteis. Cerca de dois terços dos participantes disseram que nunca percebem os mesmos aromas do vinho que sugere o rótulo, e apenas 9% afirmaram olhar as críticas antes de escolher uma garrafa.

Há alguns términos, porém, que são úteis para os consumidores. Entre os mais elogiados estão, por exemplo, "fresco", "suave", "ácido", "aveludado" e "terroso", enquanto as menos úteis foram "estrutura firme", "língua impactante" e "inquietante".

Além disso, sete em cada dez pessoas responderam que dizer o sabor de uma fruta é a melhor maneira de descrever um vinho e que é muito útil quando se recomenda uma harmonização. Por fim, quase a metade dos entrevistados disseram que as descrições do vinho poderiam melhorar com términos e comparações mais modernas.

Mais notícias sobre vinhos...

Vinho tinto combate as células de gordura, diz estudo

Garrafa de vinho mais cara do mundo está à venda na Flórida

Equipe da Wine Advocate ganha três novos críticos de vinhos

Wine Intelligence mapeia gosto do consumidor brasileiro

Valparaíso entra para a rede mundial de capitais do vinho

Da redação

Publicado em 30 de Abril de 2013 às 11:02


Notícias