Vinho - 21.Jun - Futuro norte-americano

Mesmo com a China em alta, EUA são o foco da Vinexpo 2011


O CEO da Vinexpo Robert Beynat disse que os EUA ganharão atenção extra no evento desse ano. De acordo com um estudo da Vinexpo, consumidores de vinho em todo o mundo gastaram $180 bilhões em 2009.

Divulgação
Robert Beunat, CEO da Vinexpo 2011
Os EUA são o maior mercado de varejo e o segundo maior importador de vinho, depois do Reino Unido. E mesmo com a China estando nas capas dos jornais em Bordeaux, Beynat disse que seria um erro focar nela agora. "O futuro é inquestionavelmente os EUA", ele disse.

Comerciantes concordam. "A China pode parar de compra vinho amanhã. Os EUA são mais próximos à nossa cultura e eles bebem regularmente, além de beberem todas as variedades, do básico ao grand cru classé", disse David Blozan, CEO da Cordier Mestrezar Grands Crus, que exporta para 135 países.

"Os EUA são um mercado fantástico. Você pode ser completamente desconhedo, mas se você tem uma boa história, qualidade, preço e embalagem, você tem ótimas oportunidades".

Mais notícias sobre vinhos...

+ Com arquitetura moderna, nova adega do Château Cheval-Blanc une simplicidade e elegância

+ Abertura da Vinexpo já inicia debate sobre alta de preços e leis de plantio

+ Estudo mostra preferência de ingleses por vinhos de Rioja, Espanha

+ Ministro da França se coloca contra liberalização dos regulamentos de plantio de uva

+ Consumo de vinho no México deve aumentar 13% nesse ano

Da redação

Publicado em 21 de Junho de 2011 às 09:21


Notícias