Mundovino

Milionários disputam os grandes vinhedos do mundo

Entre ser um hobby ou um negócio, a pandemia acelerou a procura e a compra de terras vinícolas na Europa e Estados Unidos


Vinhedos são disputados por milionários para investir ou ter apenas como hobby

Cada vez mais a demanda é crescente por vinícolas e vinhedos. A pandemia tem impulsionado a busca por terras ou grandes terroirs. Esse fenômeno vem acontecendo de forma constante na França, Itália, Espanha e Califórnia.

» A Chilena Santa Rita conquista a Place de Bordeaux

Aqueles que compram vinhedos como diversão, não devem se preocupar, em princípios com perdas ou lucro. Segundo Tim Swannie, diretor da Home Hunts – agência especializada na venda de vinhas como hobby na França – a maioria dos clientes (especialmente holandeses, alemães e americanos), não estão procurando um vinhedo comercial, mas uma bela casa com muito espaço ao redor e um ou dois hectares de videiras onde possam fazer seu próprio vinho.

Trata-se de uma paixão cara. O plantio de novas videiras custa cerca de 30 mil euros por hectare e o novo proprietário tem que esperar pelo menos quatro anos para obter qualquer tipo de vinho. Se a escolha foi ter um vinhedo crescendo de forma orgânica, o custo será ainda maior.

Os valores podem variar de acordo com a região. Em Bordeaux, o custo desse desejo chega entre 3,5 e 4 milhões de euros. A margem direita e Entre-deux-Mers, são as terras onde as melhores oportunidades ficam situadas.  O mercado de venda de Châteaux em Bordeaux está voltado para investidores asiáticos, confirma Charlie Foley, especialista em vinhos da Christie’s.

A Provence por exemplo, é uma das áreas de maior procura, por conta do sucesso de seus rosés. Para adquirir terras por lá, o desembolso também é grande. Perto da Côte d’ Azur, o hectare chega a valer 150 mil euros. Longe dos 32.300 euros mais acessíveis que são pedidos por hectare na região do Loire.

» É higiênico? Por que o processo de esmagar uvas com os pés ainda é usado

Aos interessados na Toscana pequenas fazendas com vinhedos começam em 1,5 milhão de euros. Mas um vinhedo de Chianti Clássico entre Florença e Siena pode custar mais de 150 mil euros por hectare.

Já na Califórnia nos Estados Unidos, as terras são mais caras em comparação às europeias. Em Sonoma o preço médio é cerca de 130 mil dólares por acre. Enquanto em Napa os preços começam em 300 mil dólares. De acordo com a denominação de origem, o custo pode subir e chegar às nuvens.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Glaucia Balbachan

Publicado em 5 de Outubro de 2021 às 09:00


Mundovino Vinhedos Milionários Compra de vinhedos Propriedades Negócios do vinho