Revista ADEGA
Busca

Mercado

Muda o blend na sociedade da Winebrands

Mudança no quadro societário da Winebrands foi concluída na semana passada


A negociação que resultou na troca de sócio tinha mais de um interessado
A negociação que resultou na troca de sócio tinha mais de um interessado

O fundo Gold Rush que controla tradings, além de outras operações de bebidas, substituiu o empresário Marcelo Lima na sociedade da importadora Winebrands.

A Winebrands nos último anos enfrentou a troca de importador por um de seus produtores flagship, a Antinori, que optou por um alinhamento internacional de importadores. Em substituição entraram o ícone Frescobaldi e outras marcas italianas, além de liberar a importadora para uma atuação mais forte no Chile com a incorporação da vinícola De Martino. Recentemente a argentina Norton também decidiu por uma mudança de rumo, e manteve na Winebrands apenas seu ícone Perdriel. 

A negociação que resultou na troca de sócios, tinha mais de um interessado, e foi concluída rapidamente, pois uma empresa do grupo já presta serviços para a Winebrands, e assim conhecia muito bem a empresa e seu sócio-gestor, o empresário Ricardo Carmignani.

Carmignani, que manteve sua participação acionária intacta, nos explicou com exclusividade que o objetivo inicial da mudança era expandir a capacidade financeira e de investimentos, mas o perfil do novo sócio os leva além disso. 

“Esperamos com a troca de sócio maior agilidade e flexibilidade operacional com as sinergias logísticas, armazenagem, e também novas oportunidades de expansão comercial em redes onde já atuam com o portfólio de bebidas.” 

Em nossa opinião a Winebrands sempre teve sua força no ontrade e nas redes de supermercado premium sobretudo do sudeste. Ricardo nos revelou que agora pretende reforçar outras áreas de atuação: “Com a nova configuração societária esperamos acelerar nosso crescimento em todo o território nacional, em especial em regiões onde ainda temos atuação mais tímida como centro-oeste e nordeste”. 

Como prevíamos, o mercado continua muito ativo, tanto na venda de vinhos, como na venda de empresas que vendem vinhos.

Christian Burgos
Publicado em 09/05/2022, às 16h00


Mais Mundovino