Revista ADEGA
Busca

Vinho - 10.Ago - Vinicultoras na indústria

Mulheres da indústria vitivinícola são destaque em novo site educacional


As mulheres da indústria vinícola são foco do novo site estadunidense womenwinemakers.com.

Karen Schaler
Vinicultora de Bordeaux, França, já tem grande espaço na indústria vitivinícola
Idealizado pela professora de psicologia na Universidade Santa Clara, Califórnia, Dra. Lucia Albino Gilbert, o objetivo do site é ser uma ferramenta educacional para profissionais do setor e estudantes de enologia, mas, principalmente, para as mulheres vinicultoras e produtoras da Califórnia, ressaltando suas contribuições à indústria.

O intuito é divulgar informações abrangentes e precisas sobre o número de vinicultoras da Califórnia, suas posições, realizações, as vinícolas nas quais elas trabalham e a evolução de suas carreiras.

O site, que não tem fins lucrativos, está sempre atualizado. Com esse material, é possível auxiliar as mulheres interessadas em produzir vinho e ajudar as que já estão inseridas nessa indústria, para progredir nas suas carreiras.

Christine Mueller, presidente do Women for WineSende, disse que "apesar de ter tido nos últimos dez anos alguns artigos sobre mulheres e a vinicultura, não havia dados definitivos sobre essas talentosas vinicultoras". Ela chamou o novo site de "um tremendo recurso para localizar essas mulheres talentosas".

A vinicultora Virginia Lambrix, por sua vez, disse que é reconfortante saber que outras mulheres na indústria enfrentam os mesmos desafios. "É fantástico saber que há mais de nós por aí. Algumas vezes, quando você tem que ir a eventos comerciais do setor, você sente que é uma de poucas pessoas com uma saia".

Lucia Gilbert prevê a estrada à frente das vinicultoras: "Apesar de as mulheres terem avançado muito no cultivo de uvas e na produção de vinho durante os últimos 20 a 30 anos, esse ainda é um setor dominado pelos homens. Os nomes de mulheres vinicultoras influentes permanecem relativamente desconhecidos para pessoas dentro da indústria, assim como o nome de vinicultoras em geral. Claramente houve progresso", mas, segundo ela, ainda há um longo caminho a ser percorrido.

No futuro, o projeto pode expandir seu foco geográfico para incluir vinicultoras de Oregon e Washington. Gilbert também planeja lançar um livro sobre o projeto.

Mais notícias sobre vinhos...

+ Rótulo de vinho compreende história do vinho no Chile de maneira minimalista

+ Nova lei em Oregon, EUA, define atividades comerciais permitidas nas vinícolas

+ Grupo de investidores argentinos compra vinícola na Califórnia
+ Colheita na França tem datas revisadas, mas ainda será antecipada

+ Venda de vinho espanhol sobe no Reino Unido

Redação
Publicado em 10/08/2011, às 09h23 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h47


Mais Notícias