Na Austrália, 90% das regiões vinícolas não lucram como deveriam

Produtores buscam alternativas para aumentar a demanda de vinhos australianos


(foto ilustrativa)

Segundo levantamento da Federação dos Produtores de Vinho da Austrália (em inglês, WFA) revela que 90% das regiões vinícolas do país não apresentam quadros lucrativos.

Estudo da WFA apontam que 43% da produção nas áreas de clima mais frio são deficitárias, enquanto que esse valor sobe para 92% nas áreas mais quentes.

Ainda segundo levantamento, uma das poucas regiões que apresentou melhora foi a Barossa, com 28% de produção deficitária - diferentemente de 3 anos atrás, com 50%.

Além disso, houve um crescimento de 5% no preço das uvas durante o último ano. "Precisamos urgentemente aumentar o potencial de demanda do vinho australiano", afirma Paul Evans, CEO da WFA.

Da redação

Publicado em 22 de Agosto de 2015 às 09:00


Notícias