Revista ADEGA
Busca

Vinho - 12.Abr - Abastecimento

"Não faltará vinho", diz produtor chileno um mês depois do terremoto


José Manuel García-Huidobro, da vinícola chilena Concha y Toro, afirmou à Agência EFE que, apesar das perdas no setor vinícola provocadas pelo terremoto do dia 27 de fevereiro que destruiu diversas regiões do país, "não faltará vinho no mercado".

Para acalmar os ânimos daqueles preocupados com o desenrolar desta tragédia, García-Huidobro foi enfático: "Vamos ter vinho chileno para muitos anos mais e para este também, portanto ninguém deve se preocupar".

Segundo informou a "Vinhos do Chile", foram perdidos 125 mil litros de vinho. Logo que as estimativas foram divulgadas, alguns veículos internacionais chegaram a dizer que a associação subestimou os números a fim de tranqüilizar os compradores e exportadores estrangeiros, fato que foi negado pelo produtor.

De acordo com García-Huidobro, os concorrentes argentinos tentaram tirar proveito da situação e ganhar compradores estrangeiros do Chile, mas isso não lhe preocupa. "Estamos muito bem posicionados e tomando todas as medidas para que não falte vinho em nenhum mercado".

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Designers Basso & Brooke irão "vestir" garrafas da E&J Gallo
+ Cada tipo de vinho pede uma taça diferente. Por quê?
+ Uva para vinho verde é uma das mais caras de Portugal

+ O Melhor Vinho do Dia: À arte circense no interior de São Paulo!

+ Itália calcula que só se recupera dos efeitos da crise em 2011

Redação
Publicado em 12/04/2010, às 12h27 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias