Revista ADEGA
Busca

03.Set - Nova lei

Nova Zelândia regulamenta investimentos estrangeiros


O governo neozelandês modificou recentemente as leis referentes a investimentos estrangeiros na indústria vinícola para atrair compradores. Produtores locais acreditam que os investimentos de fora podem trazer boas e más oportunidades.

Estimativas calculam que em Marlborough, os investimentos em viniculturas dobraram nos últimos meses. Produtores acreditam que isso é conseqüência do afrouxamento das regras de investimentos estrangeiros e também da baixa nos preços das terras produtivas.

O certo é que entrará cada vez mais dinheiro vindo de fora para fomentar a indústria. Agentes de estado em Marlborough afirmaram que mais de 5 mil acres dos 62,000 disponíveis estão à venda, e com preços decrescentes.

Antes de 2008, o valor por acre de terras girava em torno de $68,000. Mas as safras recordes de 2008 e 2009 causaram a superprodução de uvas e vinhos, forçando os preços das áreas de plantio a cair. Atualmente o acre está sendo vendido a $40,000 ou $50 mil.

"Nós precisamos de dinheiro estrangeiro. Não há compradores nacionais o bastante nesse momento", afirmou o agente de uma vinicultura de Marlborough.

George Fistonich, dono e diretor de uma companhia de vinhos, acredita que para o negócio entre estrangeiros e nativos dar certo é preciso que haja respeito à industria nacional. "Se as companhias se focarem apenas em aumentar a produção para lucrar mais, existe a possibilidade de o consumidor perder o interesse ao perceber que a qualidade do vinho está caindo".

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ O Melhor Vinho do dia: Ao "Físico" na Ferrari!

+ Escola promove união de vinho com artes pláticas

+ Nova tecnologia para vinhos é aprovada na África do Sul

+ Alemanha se torna o maior importador do vinho de Maiorca

+ O Melhor Vinho do dia: Aos casamentos franceses!

Redação
Publicado em 03/09/2009, às 13h20 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias