Revista ADEGA
Busca

04. Set - Parceiria

Novas regras para safra de Champagne


A região de Champagne revolucionou o mercado ao impor regras para a safra de 2009. Este ano serão produzidos 40% menos champagne. A norma entrou em vigor a pedido de vendedores, para tentar satisfazer as demandas e não aumentar a oferta demasiadamente, o que faria os preços do espumante caírem. Isso vai garantir um nível aceitável de renda também para os produtores.

Um brinde à colaboração
Como os vinicultores pedem por um mínimo de 10,400 quilos por hectare e a demanda chegou a 7,500 kg/ha, um acordo entre produtor e vendedor foi firmado. A base fixada foi de 8,000 kg/ha (o que equivale a cerca de 230 milhões de garrafas), mas os produtores estão autorizados a colher mais de 9 mil quilos a cada hectare.

Comparando a produção de 2009 com a do ano passado, estima-se que haverá uma redução de 44% na quantidade garrafas disponíveis para a venda. Como parte do acordo, as casas vendedoras de champagne irão pagar pela produção dos 8 mil kg/ha de bebida ao longo do ano, e apenas em novembro de 2010 quitarão as dívidas referentes a uma produção adicional de 1,700 quilos por hectare.

Vendedores poderão colocar a quantidade estipulada de espumante à venda, e o restante da produção adicional só será exposto a partir outubro de 2010. O presidente da União das Casas de Champagne (UMC) disse que "essa é a primeira vez que se separaram a quantidade que os produtores e negociantes podem pegar". Essa união entre as duas partes foi considerada uma boa solução para todos.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Começa colheita no Canadá

+ O Melhor Vinho do dia: Ao sucesso do cinema brasileiro!

+ Columbia Britânica inicia a colheita de uvas brancas

+ Nova Zelândia regulamenta investimentos estrangeiros

+ O Melhor Vinho do dia: Ao "Físico" na Ferrari!

Redação
Publicado em 04/09/2009, às 15h29 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias