Revista ADEGA
Busca

Endometriose

O que é endometriose e como vinho pode ajudar no tratamento da doença

Novo estudo descobriu que o resveratrol pode ajudar efetivamente mulheres que sofrem dessa doença ginecológica


Pesquisa mostrou melhora e controle da endometriose em mulheres com estágio mais avançado
Pesquisa mostrou melhora e controle da endometriose em mulheres com estágio mais avançado

A endometriose é uma condição em que o tecido que reveste o útero pode também crescer em áreas como ovários, trompas ou alça do intestino. É uma doença progressiva que pode causar dor crônica, forte sangramento e infertilidade. Comum, hoje afeta mais de 10% das mulheres americanas entre 15 e 44 anos, e ganhou notoriedade nos últimos dias com o diagnóstico da cantora Anitta.

Ainda não há cura conhecida para essa doença, mas os médicos acreditam que uma das melhores opções de tratamento são os anti-inflamatórios. É aí que entra o resveratrol.

Estudo publicado na revista Nature, foi feito pela equipe da Universidade de Ciências Médicas do Irã, em Teerã. Os pesquisadores fizeram a coleta de células endometriais de quarenta pacientes que sofrem da doença em estágio 3 e 4, bem como de 15 pacientes sem a doença. Isolaram as células e as trataram as diretamente com altas quantidades de resveratrol.

O resultado foi que o resveratrol suprimiu todas as células controlando a inflamação e mantendo a condição sob controle. Ainda a equipe de pesquisa alerta que outras pesquisas precisam ser feitas. O número de células coletadas das pacientes era pequeno e apenas foram estudadas as células de mulheres que apresentavam estágios mais graves da doença.

Ainda resta saber também, qual seria a quantidade da dose regular de resveratrol para o tratamento, pesquisas iniciais indicam que seria necessário um suplemento e não apenas uma taça de vinho tinto.

Vinho quente é uma das bebidas mais saudáveis

Em outra pesquisa, Hussein Abdeh, Diretor Clínico e Farmacêutico Superintendente da Medicine Direct, descobriu que o vinho quente é um dos drinks mais saudáveis que existe.

“O vinho quente é feito de vinho tinto, que contém polifenóis. Esses compostos são ricos em antioxidantes, que ajudam a manter os vasos sanguíneos flexíveis, tornando mais fácil para o coração bombear o sangue pelo corpo”, diz ele. “Os antioxidantes da canela podem ajudar nos sinais físicos de envelhecimento, reduzindo o estresse oxidativo no corpo. A canela também é um antiinflamatório que pode ajudar a reduzir o risco de doenças inflamatórias como artrite”.

A matéria e a receita do vinho quente pode ser vista clicando aqui.

Glaucia Balbachan e André De Fraia
Publicado em 20/07/2022, às 11h00


Mais Mundovino