Vinho - 06.Jun - Pesquisa

Origem do vinho é o que menos importa para os jovens, diz estudo


Na última London Wine & Spirits Fair, um dos maiores eventos do mundo do vinho, o grupo de pesquisa Wine Intelligence mostrou diversas pesquisas e relatórios que tentavam explicar o consumidor jovem.

O estudo mostrou que o número de consumidores de vinho com menos de 35 anos é grande, sendo os canadenses os que somam a maior quantidade, mais de seis milhões. Apesar do grande público, os relatórios mostraram que o consumo dos "millenials", como são chamados, não é excessivo. Em sua maioria, os jovens estão bebendo pouca ou moderada quantidade de vinho.

A pesquisa também mostrou um dado curioso: como os jovens escolhem os vinhos que vão comprar. De acordo com o grupo, em primeiro lugar, eles levam em conta as recomendações de amigos e familiares; em segundo, a variedade da uva; em terceiro, as ofertas e promoções; em quarto, o reconhecimento da marca; e em quinto, o país de origem da bebida.

Em todos os casos, o design da embalagem é fator de grande relevância para os compradores mais jovens. Muitos optam por rótulos modernos, enquanto grande parte escolhe rótulos mais tradicionais. Sobre estes últimos, é possível concluir que ainda não são consumidores familiarizados com o produto. Desta forma, a escolha pelo tradicional se torna uma escolha mais "segura".

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Franceses fazem campanha em defesa das rolhas de cortiça

+ Exportações de vinhos chilenos irão crescer 8% até o final do ano

+ Acontece em Hong Kong o segundo maior leilão de vinhos da história

+ Estrela do rock lança filme sobre vinícola

+ Agência convida consumidores de vinho para feira em Londres

+ Preço mínimo de bebidas é condenado por setor vitivinícolabritânico

Da redação

Publicado em 6 de Junho de 2010 às 04:00


Notícias