Para beber e comentar

Ricardo Peruchi, Georges Bernanos e Josko Gravner


 

"Há quem beba para esquecer. Mas, os verdadeiros apreciadores, bebem para lembrar. Armazenar essas experiências e discuti-las é conhecimento. Por isso nos dedicamos não apenas a beber, mas a estudar e até mesmo a escrever sobre os vinhos"

Ricardo Peruchi, enófilo

 

“O pobre prefere um copo de vinho a um pão, porque o estômago da miséria necessita mais de ilusões que de alimento”

Georges Bernanos, escritor francês

 

 

“Vinho não é uma bebida. É um estilo de vida”

Anônimo

 

 

“O vinho é o pensamento da pessoa que o põe no mundo. Somente depois dos 60 anos alguém faz um vinho bom. A maturidade é fundamental”

Josko Gravner, produtor italiano

 

 

“Se consumir três garrafas de vinho em uma noite não resolver seu problema, é hora de encontrar um terapeuta”

Anônimo

 

“Gostaria de poder trocar meu coração por outro fígado, assim poderia beber mais e me preocupar menos”

Anônimo 

divulgação

Da redação

Publicado em 22 de Junho de 2015 às 00:00


Quem disse... Ricardo Peruchi Georges Bernanos Josko Gravner

Artigo publicado nesta revista