Vinho - 24.Nov.

Pesquisa mostra que aceitação de vinhos com tampa de rosca cresceu entre os consumidores


A pesquisa feita pela empresa Wine Intelligence sugere que 85% das pessoas que bebem vinho regularmente passaram a aceitar tampas de rosca.

Divulgação
 A pesquisa foi realizada com 1000 adultos que bebem vinho pelo menos uma vez ao mês.

A rolha de cortiça continua sendo o fechamento que mais agrada os consumidores, mas isso vem mudando ao longo dos últimos oito anos. Enquanto 51% dos consumidores ativos dizem que compram vinhos com rolhas de cortiça, 42% dizem comprar vinhos com fechamento de rosca.

Ao contrário da cortiça, a tampa não pode ser contaminada por fungos. E os custos são menores, porém para muitos, ela é boa somente para vinhos que podem ser bebidos jovens e não para vinhos de longa guarda.

 "O vinho evolui lentamente graças à entrada de oxigênio pelos microporos da cortiça. Na tampa de alumínio isso não é possível", diz o sócio da loja Bergut,  José Grimberg. Segundo o diretor da importadora Expand, Otávio Piva Filho, a evolução é boa mesmo com o vinho fechado pela tampa de rosca. "Há quem diga que menos oxigênio até favorece", afirma.

As mulheres na faixa dos 30 e 40 anos são o grupo que teve mais aceitação das tampas de rosca, juntamente com os consumidores mais jovens, começaram a consumir vinho recentemente.

"Nesse ano os consumidores britânicos foram os que mais mudaram nesses últimos oito anos" disse o diretor da Wine Intelligence e autor do relatório, Richard Halstead. "Em um mercado que estava ativamente cético - em alguns casos hostil - para as tampas de rosca, agora temos uma situação onde eles são norma e não a exceção," completa ele.

Mais notícias sobre vinhos...

CVR do Dão realiza eventos para aumentar a notoriedade de seus vinhos no Brasil
Vinícola cria clube para membros produzirem seus próprios vinhos
Instituto australiano estuda formas de combater micro organismo prejudicial ao v...
Rio Grande do Sul terá rota de Vinhos de Altos Montes
Agas pede mais tempo para adoção do selo de IPI para vinhos e espumantes

Da redação

Publicado em 24 de Novembro de 2011 às 09:37


Notícias