Revista ADEGA
Busca

14.nov - Vinho pode proteger contra demência

Pesquisa revela que vinho pode prevenir doença de Alzheimer


Jhay Stock.Xchng

         De acordo com um estudo da Universidade Gothenburg, na Suécia, o vinho pode proteger contra demência, inclusive a doença de Alzheimer.

         A pesquisa, que começou em 1968, acompanhou os hábitos de vida e bebida de 1.458 mulheres. Elas foram divididas em categorias como o tipo de álcool ingerido e a freqüência de consumo.

         Ao longo do estudo, 162 mulheres desenvolveram demência. Os resultados mostraram que dentro do grupo que bebia vinho houve um número significativamente inferior à taxa média de demência, considerando que tal correlação não foi encontrada para as mulheres que tomavam cerveja regularmente ou outras bebidas alcoólicas.

Outro estudo - realizado pelo Instituto Dinamarquês de Medicina Preventiva, em Copenhague - concordou com a pesquisa da universidade sueca, concluindo que as pessoas que bebem vinho semanal ou mensalmente têm duas vezes menos probabilidade de desenvolver demência.

Os efeitos benéficos observados são devidos aos compostos chamados flavonóides, encontrados no vinho tinto. Essas partículas são antioxidantes e ajudam a minimizar os danos causados pelos radicais livres.

Outros estudos têm afirmado que as células flavonóides são fundamentais na prevenção da obesidade (devido à melhoria da habilidade do corpo para quebrar açúcar), e no reforço da defesa imunitária, reduzindo a incidência e desaceleração do crescimento tumoral das células cancerosas.

Redação
Publicado em 14/11/2008, às 08h45 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h45


Mais Notícias