Vinho - 10.Out - Saúde

Pesquisas comprovam que substância encontrada na casca de vinho traz benefícios à circulação


Pesquisas da Universidade de Calábria comprovam que o resveratrol, substância encontrada na casca da uva, aumenta o bom colesterol, rejuvenesce as artérias e mantém o nível de açúcar adequado no sangue. Os benefícios da substância são tão grandes que já existem estudos para transformá-la em um medicamento. 

Pelas pesquisas os vinhos com mais resveratrol são os tintos feitos com uvas tannat, merlot e cabernet sauvignon, e a dose ideal é de duas taças para homem, e uma para mulher.

Divulgação

"Os vinhos são ricos em microminerais como ferro, zinco, cobre, cromo, selênio, cobalto, iodo, manganês, molibdênio e flúor. Entre eles, destacam-se o cromo, pelo seu efeito cardioprotetor e contra o diabetes, e o silício, pela sua ação nas gorduras e na aterosclerose", comenta  o cardiologista gaúcho Jairo Monson de Souza Filho, que investiga há 15 anos os efeitos dos vinhos na saúde; e acrescenta falando que a  mistura de microminerais, benéficos à circulação sanguínea, e polifenóis - como o resveratrol - é ideal para prevenir doenças.

O professor cardiologista da Universidade de São Paulo (USP) e pesquisador do Instituto do Coração (Incor), Protásio Lemos da Luz, descobriu em um trabalho com jovens na faixa de 20 anos, com colesterol alto e sem outro problema de saúde, que doses certas de vinho tinto tomadas por 15 dias dilataram as artérias dos participantes fazendo o sangue fluir melhor.

Em agosto, o Congresso Europeu de Cardiologia, apresentou em Paris um trabalho que tinha como foco o resveratrol; as cobaias que receberam doses mais altas tiveram uma melhora na capacidade vascular, além de aumentar a longevidade, pois estimula a replicação de células, capacidade que é perdida ao longo do envelhecimento.

Porém os cientistas afirmam que o teor de polifenóis nos vinhos depende da cepa, da região, do clima e do modo como foram armazenados; além de alertarem que para aproveitar os efeitos benéficos da substância é necessário seguir a dose recomendada.

Mais notícias sobre vinhos...

+Mudanças climáticas podem afetar áreas de cultivo

+Composto presente no vinho tinto pode combater o câncer de mama +Vinícolas brasileiras terão rótulos comercializados em loja na Espanha

Indústria vinícola do Japão progride, segundo especialista

Mais de 40 comunas de Beaujolais perderam o direito de rotular seus vinhos como de Borgonha


Da redação

Publicado em 10 de Outubro de 2011 às 07:42


Notícias