Pesquisas sugerem que vinho tinto pode manter o corpo equilibrado


Dois novos estudos realizados em Israel e na Alemanha concluíram que o consumo de uma taça de vinho tinto por dia durante a refeição pode trazer benefícios para a saúde.

O primeiro deles, feito em Jerusalém, descobriu que harmonizar costelas de peru com vinho tinto previne o aumento de uma substância chamada malondialdeído no plasma sanguíneo - ela é classificada como um radical livre que está associada ao stress oxidativo, que, por sua vez, está ligado a doenças como a aterosclerose, o mal de Parkinson e o Alzheimer. Antes deste, uma pesquisa semelhante concluiu que uma pessoa que faz refeições ricas em gorduras, se consumir uma taça de vinho tinto junto, apresenta níveis de inflamação nos vasos sanguíneos mais baixos que se as mesmas refeições forem acompanhadas de outras bebidas (para comparação, a pesquisa mostrou que as inflamações aumentavam significantemente se o indivíduo bebesse refrigerante durante a refeição).

A pesquisa seguinte, realizada na Alemanha, mostrou que homens que consomem regularmente vinho tinto conseguem manter a forma mais facilmente. Para o estudo, que foi publicado no Annals of Nutrition and Metabolism, foram monitorados cerca de oito mil homens entre 50 e 59 anos, e aqueles que bebiam vinho regularmente se mostraram mais magros do que os demais. É possível que essa associação ocorra devido ao fato de o vinho ajudar na digestão dos alimentos e no envio dos nutrientes presentes neles para o corpo.

Mais notícias sobre vinhos...

+ Leilão de vinhos de Henry Tang arrecada 4,5 milhões de euros

+ 2012 será a safra dos brancos e rosés em Bordeaux

+Para ser apreciado corretamente, vinho precisa da taça certa e alguns cuidados

+ Malbec Day será celebrado com arte de rua

+Dieta mediterrânea com frutos secos reduz 30% o risco de infarto

Da redação

Publicado em 19 de Março de 2013 às 07:56


Notícias