Revista ADEGA
Busca

Vinho - 18.Nov - No mundo do leilão

Principais casas de leilão classificam Hong Kong como o melhor mercado


Hong Kong está se tornando cada vez mais importante para o mundo do leilão, e as casas leiloeiras Acker Merrall & Condit e a Sotheby's estão entre as difusoras desta idéia.

Hong Kong é o principal mercado nos leilões de vinho
À medida que a temporada de 2009 acaba, a Acker mostra que está faturando cada vez mais na região, obtendo cerca de US$ 21.3 milhões durante seus quatro leilões 'ao vivo' e um via Internet.

A China é hoje uma das prioridades da Acker, e em 2010 há planos para a realização de pelo menos seis leilões em Hong Kong, enquanto Nova York abrigará sete. A leiloeira Zachys também prosperou nos negócios na China, chegando a arrecadar US$ 18.8 mi.

Já a Sotheby's, durante o ano de 2009, realizou três eventos em Hong Kong e faturou US$ 14,3 milhões. Os planos para 2010 incluem quatros leilões na região, mas "dependendo da demanda, o número pode aumentar".

Após o último leilão da Sotheby's, em outubro, no qual 99% dos compradores eras de origem asiática, Serena Sutclife, chefe do departamento internacional de vinhos, afirmou que "Hong Kong se tornou o maior centro de vendas da Sotheby's, à frente de leilões de muito sucesso de Londres e Nova York".

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Tempo secobeneficia a produção de vinho em Portugal
+ Dólar baixo aumenta oferta de vinhos em supermercados

+ Indústria de uva e vinho da Pensilvânia arrecada US$2.35 bilhões por ano
+ Hábitos de consumo na Noruegadiferem dos demais países escandinavos

+ O Melhor Vinho do dia: À vitória brasileira contra a Inglaterra!

Redação
Publicado em 18/11/2009, às 15h22 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias