Revista ADEGA
Busca

Produtores franceses têm medo de lei anti-álcool mais rigorosa

Ministério da Saúde da França vai se reunir e produtores receiam que lei se torne ainda mais restritiva


Produtores de vinho da França estão receosos quanto ao endurecimento das leis contra o consumo e publicidade de bebidas alcóolicas no país, já que, nesta semana está marcada uma reunião do Ministério da Saúde que vai divulgar propostas para uma nova lei de saúde pública.

Divulgação

Presidente da organização disse que não estão claros os limites da Lei Evin

A organização Vin & Société, que representa os organismos do comércio de vinho em toda França e tem mais de 500 mil membros, teme que os ministros dêem mais força à Lei Evin, responsável por regular a publicidade e o marketing em torno das bebidas alcoólicas.

A Vin & Société acredita há planos de tornar a lei mais rigorosa levando os produtores a colocar advertências de saúde nos rótulos, além de aumentar impostos e policiamento sobre anúncios n mídia. Um porta-voz do Ministério da Saúde, porém, disse que não havia planos de introduzir etiquetas de advertência ou mais impostos sobre os vinhos.

O presidente da Vin & Société, Joel Forgeau, disse que não estão claros os limites da Lei Evin, que não delimita a propaganda do jornalismo. Isto, segundo ele, precisa ser corrigido como parte de qualquer lei de saúde.

Redação
Publicado em 16/06/2014, às 08h40 - Atualizado em 03/12/2014, às 08h04


Mais Notícias