21.Ago - Novo rótulo

Quantidade de SO2 no vinho deverá ser informada ao consumidor


Após algumas reclamações devido a efeitos colaterais ou alergias ao dióxido de enxofre (SO2) presente nos vinhos, a FDA (Food and Drug Administration), agência controladora da saúde pública americana, fez um requerimento para que todos os vinhos em circulação no país, importados ou nacionais, usassem um rótulo informativo caso a quantidade de SO2 fosse superior a 10 ppm (partes por milhão).

A agência chegou a essa decisão para proteger consumidores que apresentam reação ao gás, como dores de cabeça, congestão nasal, náusea e dificuldades respiratórias, entre outros. Estimativas calculam que cerca de 1% da população dos EUA seja alérgica ao elemento.

O SO2 em baixa concentração é produto da fermentação do sumo (suco) de uva, mas numa quantidade maior é utilizado para proteger e preservar as características do vinho, tais como cor, aroma e sabor. O dióxido de enxofre é ainda antioxidante e antimicrobiano. Atualmente os níveis do gás nos vinhos chega a 125 ppm, sendo que o máximo permitido é 300 ppm.

Para os consumidores que apresentam reações ao dióxido, é recomendável que ingiram vinhos orgânicos, ou seja, que não contém adição de nenhum produto químico nas etapas de crescimento.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+Enoturismo cresce no Brasil

+ O Melhor Vinho do dia: À portabilidade no Chile!

+ "Champagne de Jay-Z" lança Blanc de Blancs
+ Crise não afeta consumo de vinho nos Estados Unidos

Calor interfere na colheita de uvas na Espanha
+ Argentina começa a exportar seu primeiro "Vinho do Gelo"

Da redação

Publicado em 21 de Agosto de 2009 às 12:31


Notícias