Revista ADEGA
Busca

Reforma no setor vitivinícola europeu


A futura e polêmica reforma do setor de vinho prevê a destruição de 400 mil hectares de vinha na União Européia (UE). Essa extração prevista no setor do vinho europeu, cujo documento final será discutido durante a presidência portuguesa no segundo semestre de 2007, será voluntária, declarou a representante do país na UE, Alexandra Catalão.

Alexandra garantiu que a extração dos vinhedos previsto na reforma é mesmo voluntária e que resulturá apenas de uma decisão do próprio viticultor. O objetivo da reforma é reduzir a produção vitivinícola na Europa, cujos excedentes obrigam, nomeadamente, à destilação, solução que o Conselho de Agricultura da UE quer proibir.

Fernando Roveri
Publicado em 18/12/2006, às 15h10 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h44


Mais Notícias