Revista ADEGA
Busca

Vinho - 17. Fev - Vinhedos

República Checa passou por uma das piores crises nos vinhedos em 2010


O ano de 2010 para a República Checa em relação a colheita de uvas foi para ser esquecido. O período foi simplesmente o pior desde 1986, de acordo com a associação de produtores de vinho do país.

Em 2010 foram produzidas 45.923 toneladas de uvas, um aproveitamento de aproximadamente um vinhedo a cada 16.000 hectares. A colheita correspondeu a um terço do ano anterior (2009), e menos da metade do ano retrasado (2008).

Luna Garcia
2010 foi o pior ano desde 1986

De acordo com o presidente da Associação de Produtores de Vinho do país, Jirí Sedlo, o baixo valor arrecadado corresponde aos fungos que atacaram aos vinhedos e o mau tempo (período de seca que alternava com tempestades).

Mesmo com o aumento no valor das uvas no mercado, o fato não foi o suficiente para compensar a perda dos produtores, já que o desastre foi grande.

A produção de vinhos na República Checa alcançou 380.000 litros em 2010, valor bem abaixo dos anos anteriores. Com isso, a expectativa para a importação do produto neste ano chega de 60% até 80%.

Mais notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Estudo pode apontar soluções para o combate à acidez dos solos nos vinhedos

+ Vinhos espanhóis com D.O têm aumento nas vendas em 2010

+ Empresa espanhola realizará evento de vinhos no Palácio de Mônaco, na França 

+ Queda de uvas amassadas marca o ano de 2010 na Califórnia

+ Chineses aumentam em 35% o consumo de vinhos

Redação
Publicado em 17/02/2011, às 10h56 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h47


Mais Notícias