Resenha mais elaborada, vinho melhor

Estudo mostra que notas descritivas bem feitas aumentam o prazer de degustar um vinho


O que está escrito numa crítica ou no contrarrótulo de um vinho pode afetar o paladar de quem prova. Ao menos é o que afirma uma pesquisa feita na Austrália pela Universidade de Adelaide. 



Segundo o estudo, quanto mais criativas e vívidas as descrições dos vinhos nos rótulos, mais o consumidor é encorajado a gastar com a bebida e maior o seu prazer em degustá-la. A pesquisa foi feita com 126 consumidores de vinhos brancos.

Eles provaram vinhos de três formas: às cegas sem informação, com uma descrição sensorial básica e com uma descrição emocional mais elaborada. Quanto mais e melhor informação, mais os consumidores se mostraram entusiasmados com o vinho, dando notas melhores e mostrando-se dispostos a gastar mais para comprá-los. 

“Essas descobertas têm implicações importantes para os produtores de vinho, dizendo que as descrições requerem mais do que apenas notas de degustação”, afirmou Lukas Danner, um dos autores do estudo.

Da redação

Publicado em 27 de Novembro de 2017 às 08:00


Notícias