Revista ADEGA
Busca

17.mar- Rio Grande do Sul aumenta a venda de vinho

Rio Grande do Sul aumenta a venda de vinho


Desvalorização do dólar, menor demanda e maior controle na fiscalização de bebidas à base de vinho foram alguns dos fatores que contribuíram para aumentar em 3,28% a venda de vinho produzido no Rio Grande do Sul em janeiro. O Estado é responsável por 90% da produção nacional. A informação é do Instituto Brasileiro do Vinho, Ibravin

É o primeiro resultado positivo desde 2006, quando o setor vendeu no mesmo mês 18,29 milhões de litros, um crescimento de 13% sobre igual período do ano anterior. Nessa mesma época do ano passado, a queda em relação ao ano anterior foi de 22%. No acumulado de 2008, o recuo médio nas vendas foi de 13%. De acordo com os dados do Ibravin, foram vendidos 14,19 milhões de litros de vinhos finos e de mesa em janeiro de 2009, ante os 13,74 milhões de litros do ano passado.

A queda de 2,5% nas importações de vinhos também impulsionou as vendas nacionais. Apenas 3,47 milhões de litros de vinhos importados entraram no País. No mesmo período de 2008 essa quantia foi de 3,56 milhões de litros. Esta retração interrompeu a ascensão do produto de fora traçada desde 2003. "Com o real desvalorizado, os produtos importados deixaram de ser competitivos", observa Paviani., diretor do Insituto. Só o Chile vendeu 22,46% menos vinhos ao Brasil. As vendas da Argentina caíram 5,75%, da Itália outros 12%. As maiores quedas foram o Uruguai, que despejou 49,5% menos vinho no mercado doméstico, e da Nova Zelândia, menos 93,5%.

A entrada em vigor de norma que obriga as Sangrias e Coquetéis a utilizarem o Selo de Controle Fiscal da Receita Federal, também influenciou o aumento da comercialização.

Fonte: Gazeta Mercantil

Redação
Publicado em 17/03/2009, às 10h36 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h45


Mais Notícias