Vinho - 13. Jan - Impulso

Rosé ganha prestígio no mundo do vinho


Se formos olhar o panorama francês atual, ele não é dos melhores. Além da recessão mundial, que parece já ter terminado, agora há um novo problema para os vinicultores: a queda no consumo e nos preços de seus vinhos. Entretanto, um novo personagem parece ter entrado nessa história para apaziguar os ânimos: o vinho rosé.

O rosé caiu nas graças do consumidor
Segundo alguns estudos realizados pela Nielsen Company, empresa líder em investigação de mercados e consumidores, a importação de vinhos rosé (especialmente da região de Provença) subiu 28% nos EUA no último ano. Esse número, segundo indicações, cresceu oito vezes mais rápido que as vendas de vinhos em geral.

Nos EUA, o consumo de rosés continua a crescer devido aos preços acessíveis, afirmou Danny Brager, vice-presidente da companhia Nielsen. "Enquanto alguns grupos de vinhos estão declinando, como os mais caros (acima de 20 dólares), outros como os Malbecs e Rieslings estão crescendo. E os rosés vêm ganhando o gosto do consumidor, principalmente os que estão entre as faixas de US$ 10 e US$ 20". Já em outros países, especialmente na Europa na Ásia, o vinho também mostrou crescimento rápido.

Para François Millo, diretor do Conselho do Vinho de Provença, este crescimento é notado devido a dois fatores: em primeiro, como conseqüência do incentivo na produção do rosé, que desde a década de 80 vem adquirindo maior qualidade e complexidade. Agora, ele é visto não mais como um subproduto, mas como um objetivo.

Ao mesmo tempo, prossegue Millo, a cozinha mediterrânea, naturalmente mais leve, e as influências asiáticas ajudaram a impulsionar o consumo de vinhos rosés. Nas últimas décadas, seu consumo na França dobrou, ultrapassando o vinho branco. "Nestes novos estilos de cozinha, que vão desde o sushi até as latino-americanas, o rosé que o mais adaptável", finalizou.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Vinho francês é barrado na Nova Zelândia

+ Internet ajuda a fomentar o interesse dos brasileiros pelo vinho

+ Chile comemora 15 anos da Carménère

+ Americanos querem reusar garrafas de vinhos

+ O Melhor Vinho do dia: Para beber mesmo sem crédito

Da redação

Publicado em 13 de Janeiro de 2010 às 13:45


Notícias