Revista ADEGA
Busca

Vinho - 26.Jul - Mercado

Rosés são mal vistos na Ásia por falta de empenho dos importadores, diz enóloga


Segundo a Master of Wine Cher Lim, a falta de conhecimento e a falta de esforço dos importadores em informar as características do vinho são as principais razões pelas quais os rosés tem tido dificuldades de distribuição no mercado asiático.

Lim dirige uma distribuidora de vinhos finos em Singapura e chamou a atenção em um artigo publicado no site da enóloga Jancis Robinson. Segundo ela, a falta de oferta para os rosés que chegam ao continente se deve, principalmente, à visão polarizada que os consumidores asiáticos acabaram desenvolvendo sobre o vinho em geral: apenas os tintos e os brancos - e muitas vezes apenas os primeiros - são considerados "verdadeiros".

A MW explica que os consumidores asiáticos tem relacionado a cor de um vinho a seus benefícios à saúde, o que faz com que os rosés acabem sendo pouco estimados por sua falta de intensidade e sejam caracterizados como uma bebida exclusivamente feminina.

A falta de empenho dos importadores e distribuidores em informar sobre o produto acaba enfatizando o problema, de acordo com Lim. Para ela, não existe interesse em fazer "propaganda" de um vinho cujo valor é pequeno, em comparação com os tintos e os brancos.  

No entanto, um estudo realizado a pedido da Vinexpo, o Word Wine and Spirits Market and Outlook for 2010, mostra que essa situação pode mudar. A pesquisa prevê um crescimento contínuo do consumo de rosés na Ásia nos próximos anos, fazendo com que esse tipo de vinho possa chegar, inclusive, a superar os brancos em vendas.

ESPECIAL:Os desafios do Oriente - Vinho combina com culinária asiática? ADEGA quis pôr à prova as combinações mais ousadas e teve sucesso

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Bordeaux pretende se destacar em exposição em Shangai

+ Vinho do "Julgamento de Paris" é leiloado por mais de 11 mil dólares

+ Região da Espanha aprova denominação para icewine

+ Fundador da Academia de Vinhos da Espanha sai da lista de fugitivos da Interpol

+ Otimistas, produtores de Champagne prevêem aumento nas vendas

Redação
Publicado em 26/07/2010, às 07h41 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias