Revista ADEGA
Busca

15. Jul - Setor vitivinícola reivindica mudanças

Setor vitivinícola reivindica mudanças junto ao governo federal


Setor quer aumentar a competitividade do vinho no exterior
Uma comissão de representantes de entidades ligadas à produção de vinho estiveram em audiência da Comissão do Mercosul na Assembléia Legislativa do Rio Grande do Sul para encaminhar pedidos em favor dos setores vitivinícolas para o governo federal.

Das vária reivindicações feitas pelo grupo, cinco era prioritárias: a igualdade de metodologia nas análises de vinhos do mercosul; a retomada do selo se controle, que atesta a qualidade do vinho nacional; a regulamentação do limite de doze unidades importadas por pessoa; em relação aos nacionais; a equalização das regras sobre os rótulos importados; e a redução de ICMC para a produção de vinho.      

"O comércio internacional e a questão do mercosul devem ser analisados com atenção", afirmou Carlos Paviani, diretor da Ibravin, que garantiu que as reivindicações já garantiram ao setor avanços. "Números publicados pela Organização Internacional da Uva e do Vinho (OIV), mostram que em 1997, 17% dos vinhos nacionais vendidos foram exportados, dez anos depois, números da mesma entidade mostram que o índice de bebidas exportadas passou para 32%", explica.        

Proposta pela deputada estadual gaúcha Marisa Formolo, a audiência contou com a presença do superintendente do ministério da Agricultura, Francisco Signor e do representante do ministério da agricultura, Leandro Kroth.   

Confira as notícias sobre vinhos brasileiros...

+Vinícola lança espumante feito com uvas do Vale do São Francisco
+Vinhos brasileiros brilham em concurso na Hungria
+ Vinho brasileiro entra na cena mundial

O Melhor Vinho do dia: Para acompanhar o crescimento da economia brasileira

Redação
Publicado em 15/07/2009, às 10h48 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias