Revista ADEGA
Busca

Negócios

UE exige fim de taxas de importação abusivas sobre seus vinhos na Índia


Na Europa estão os principais produtores de vinho do mundo. Acima, região de Bordeaux, na França
A União Européia (UE) promete levar a Índia à Organização Mundial do Comércio (OMC) se quatro dos estados do país asiático não racionalizarem sua estrutura impositiva sobre o álcool importado.

Os grupo alega que Maharashtra, Karnataka, Andhra Pradesh y Tamil Nadu impuseram taxas às bebidas européias que não são compatíveis com o Tratamento Nacional - uma norma da OMC criada para garantir que os bens trocados pelos países sejam tratados de forma justa. Segundo as estimativas da Comissão, os estados em questão são responsáveis por metade do consumo de bebidas alcoólicas na Índia.

De acordo com o princípio do tratamento nacional, um país deve tratar os produtos importados do mesmo modo que aqueles produzidos entre suas fronteiras. A Comissão afirma que os quatro estados indianos impuseram taxas sobre os vinhos e bebidas europeus maiores que os aplicados aos produtos fabricados na Índia. A Comissão considera que, como resultado da "prática ilegal", a incidência de impostos sobre algumas marcas importadas chegue a 800%.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Vendas pela Internet ganham força na França

+ Vinhos de Jerez fazem sucesso nos EUA

+ Escola promove almoço regado a vinho em São Paulo

+ Concurso do Espumante Brasileiro registra aumento na participação

+ O Melhor Vinho do dia: Para relembrar a chegada do homem à Lua!

Redação
Publicado em 21/07/2009, às 11h44 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias