Revista ADEGA
Busca

União Européia propõe medidas polêmicas


A União Européia apresentou nesta quarta-feira 4, em Bruxelas, a proposta que reduz o número de vinhos em até 6%. Pelo projeto, 200 mil hectares na Europa deixariam de produzir uvas e seriam compensados em 460 milhões de euros até 2009. Atualmente, o continente destina 3,6 milhões de hectares a vinhedos. Apesar da situação crítica, os produtores se recusam a aceitar a reforma. Portugal, França, Espanha e Itália já alertaram que vão lutar contra a proposta que, caso seja aprovada, transformará a produção em "mera indústria" e coloca em questão as "tradições européias". Com mais de 1,3 milhão de euros em subsídios por ano, a produção européia está em níveis tão elevados que parte do vinho é usado como combustível e até desinfetantes. Atualmente, a Europa consome mais da metade do vinho produzido no mundo, mas as exportações estão estagnadas em 4 bilhões de euros por ano. A cada ano, perdem cada vez mais espaço no mercado para produtores do Novo Mundo, com Argentina, Austrália, Chile e Estados Unidos.

Fernando C Roveri
Publicado em 05/07/2007, às 15h24 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h44


Mais Notícias