Vinho - 18. Fev - Mercado

Vinho - 18. Fev - Bodega espanhola mostra que a exportação é a melhor forma para a difusão e o lucro da empresa


Divulgação

Do total de vendas, 72% eram exportações

Cada vez mais frequente no mercado dos vinhos, a exportação é peça-chave para a expansão e difusão das marcas. De acordo com o presidente da Bodegas Torres, Miguel Torres, a companhia aumentou a faturação em 2010 em cerca de 11,5% em comparação a 2009, alcançando um lucro de 205 milhões de euros.

Este crescimento ocorreu principalmente pelas exportações para mercados internacionais, que representaram 72% das vendas. Entre os principais destinos, estão os nórdicos Finlândia e Noruega, e a Rússia.

A Bodegas Torres está presente em 140 países, entre eles México, Reino Unido, Alemanha, Holanda, Brasil, Índia e China. Neste último, as exportações dos vinhos Torres cresceram 40% em comparação com o ano de 2009, alcançando o lucro de 16,1 milhões de euros e tornando-se a terceira maior importadora e distribuidora de vinhos da Ásia. Já no caso da Índia, Torres registrou que no ano passado foram perdidos um milhão de euros, fator que ele atribui ao protecionismo deste mercado.

Fazendo um balanço geral do ano, a bodega melhorou cerca de 12%, quando comparado a 2009. Torres não pretende parar por aí, e se mostra interessado em expandir seus vinhos para outros países como a Malásia, Turquia, Austrália, Indonésia e Coréia.

Mais notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ República Checa passou por uma das piores crises nos vinhedos em 2010

+ Site alemão fará nos próximos dois anos um especial sobre os vinhos espanhóis

+ Pesquisa britânica aponta que a maioria dos consumidores escolhem o vinho pela cor

+ Segundo jornal, vinho tinto pode ser componente importante no combate ao câncer de mama

+ Estudo pode apontar soluções para o combate à acidez dos solos nos vinhedos

Da redação

Publicado em 18 de Fevereiro de 2011 às 08:27


Notícias