Vinho - 19.Ago - Vinho e saúde

Vinho pode prevenir perda de agilidade mental, diz estudo


Pesquisadores da Noruega descobriram que beber vinho em quantidades moderadas pode reduzir o risco de lentidão mental, sendo possível que a bebida possa até prevenir doenças como a demência.

Os especialistas estudaram os hábitos de mais de cinco mil homens e mulheres, com idade média de 58 anos, durante um período de sete anos. Eles puderam notar que aqueles que consumiam vinho se saíram melhor em uma série de testes da função cognitiva e de agilidade mental.  

Nas mulheres, aquelas que afirmaram beber vinho pelo menos quatro vezes em um período de 15 dias se saíram melhor nos testes, em comparação com aquelas que haviam bebido menos durante esse mesmo tempo.

Os pesquisadores puderam concluir que o consumo de vinho pode estar associado à melhora e à preservação da função cognitiva de mulheres. Nos homens, no entanto, os resultados foram um pouco diferentes. Além do vinho, a ingestão de cerveja também pode trazer os mesmos benefícios.

ESPECIAL:Mulher & vinho: uma harmonização perfeita - Inúmeros estudos acadêmicos provam que o consumo de vinho faz bem à saúde. Saiba como as mulheres se beneficiam nessa relação com Baco

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Vinicultores australianos protestam contra mina de carvão

+ Proposta da indústria de vinhos sul-africana desrespeita leis europeias

+ Com perigo de incêndio, região dos Vinhos Verdes está segurada

+ Produção de vinhos em área pública causa polêmica na Bélgica

+ Empresa lança roteiro de viagem por regiões vitivinícolas da Espanha

Da redação

Publicado em 19 de Agosto de 2010 às 08:04


Notícias