Revista ADEGA
Busca

Vinho - 15.Out - Mais benefícios

Vinho tinto ajuda o organismo a ter uma boa digestão


O vinho tinto já mostrou que é muito mais do que uma boa bebida
Não só o vinho tinto é ótimo como acompanhamento de uma boa refeição como também ajuda o estômago a combater moléculas químicas que podem ser nocivas ao organismo.

Essa é a conclusão de um estudo realizado por pesquisadores portugueses. A equipe encontrou alguns elementos classificados como polifenóis no tinto, que liberam óxido nítrico, substância que ajuda a relaxar a parede do estômago e otimiza a digestão.

De acordo com o co-autor da pesquisa, Dr. João Laranjinha a análise confirmou algumas teorias em estudo desde 1990. Já foi provado que o vinho ajuda a combater inflamações, aterosclerose e diabetes.

"Nós começamos a verificar benefícios a partir das primeiras fases da digestão, principalmente no estômago", afirmou Laranjinha. Enquanto em grandes proporções o óxido nítrico pode ser poluente, em quantidades pequenas pode auxiliar na dilatação de artérias, ajudando o fluxo sanguíneo. Ele ainda consegue relaxar as paredes do estômago, tornando a passagem de nutrientes para o sangue mais simples.

Laranjinha e sua equipe ainda notaram que o vinho tinto contém outra substância, do grupo do etanol,que consegue transformar nitrato em óxido nítrico (nitratos são substâncias que estão ligadas a formação de agentes cancerígenos). "Os maiores componentes do vinho, polifenóis e etanóis, induzem efeitos benéficos através da produção de óxido nítrico", comentou o co-autor da recente pesquisa.

Confira as últimas notícias sobre o mundo dos vinhos...

+ Vinho português pode alcançar melhor marca de exportação desde 2000

+ Alemanha é o 3º maior comprador de vinhos brasileiros

+ Instituições do Douro firmam parceria com Universidade dos EUA

+ O Melhor Vinho do dia: A mais uma vitória da nossa seleção!

+ Norte americanos se mostram fortes no mercado de vinhos

Redação
Publicado em 15/10/2009, às 11h39 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h46


Mais Notícias