Vinho tinto inibe danos da carne vermelha ao coração


Por suas grandes quantidades de colesterol e gordura "ruim", a carne vermelha é vista com maus olhos por médicos e nutricionistas. Porém, um novo estudo científico afirma que, quando consumida com vinho tinto, a carne não traz danos à saúde.

De acordo com o artigo publicado no Journal of Functional Foods, o vinho tinto evita o acúmulo do LDL no sangue, impedindo danos nos vasos e diminuindo o risco de problemas cardíacos. Os investigadores demonstraram que os polifenóis, compostos antioxidantes presentes no tinto, evitam a absorção do colesterol.

Ron Kohen, professor do Instituto de Investigação sobre Drogas da Universidade Hebrea pontuou que os resultados podem ajudar a explicar porque o vinho tinto reduz o risco de doenças do coração. "A carne é rica em ácidos graxos poli-insaturados e colesterol. Nossos resultados poderiam proporcionar uma explicação para a associação frequente entre a carne e um risco maior de desenvolver doenças cardiovasculares. A inclusão de produtos ricos em polifenóis como parte integrante da refeição diminui significativamente os efeitos nocivos", explicou Kohen.

Por fim, o estudo é um avanço para a definição do chamado "paradoxo francês", expressão utilizada para explicar a contradição existente na população francesa, grande consumidora de alimentos com gorduras saturadas e, ao mesmo tempo, um dos países com menores índices de problemas cardíacos.

Mais notícias sobre vinhos...

Chablis abraça a produção de vinhos orgânicos

Parker e Galloni entram em acordo

Beber vinho moderadamente durante a gravidez não afeta o bebê, diz estudo

Novo site de leilão de vinho quer repetir sucesso do eBay

Segunda edição da Wine Run brasil cresce 400% e atinge limite de participantes

Da redação

Publicado em 22 de Abril de 2013 às 10:36


Notícias