Vinho - 08.Fev

Vinhos argentinos registram primeira queda nas importações após 11 anos


Segundo uma pesquisa, realizada pelo Gomberg, Fredrikson & Associates, as importações de vinhos argentinos para os EUA caíram pela primeira vez em 11 anos. Ao contrário dos vinhos de mesa franceses, que encontraram seu caminho de volta com importações de 4,8%, depois de atingir o nivel mais baixo dos últimos 10 anos em 2011.

Divulgação

Já as importações espanholas, que não sofreram tão mal nos últimos anos como o francês, atingiu um recorde em 2012, um aumento de 6%. As estimativas preliminares mostram que o vinho importado respondeu por 35% do volume total de vinho consumido no ano, um aumento de 11%.

Em 2011, 45% do vinho vem de  exportações do Novo Mundo, como fonte de apertado Califórnia, e aumentos de preços, dirigiu vinícolas a fonte mais volume do mercado global, segundo Glenn Proctor de vinho e uva corretor Empresa Ciatti. "Eu sei que nós [na Califórnia] achamos que produzimos a melhor Chardonnay e Cabernet Sauvignon, mas há outras regiões que crescem e você pode obtê-lo", disse ele.

A diminuição das importações de garrafas e à elevação das importações em massa de países como Argentina, Chile e Austrália sugere que os americanos estão cada vez mais fiéis à marca e menos preocupado com a fonte de origem.

Mais notícias sobre vinhos...

Coleção de vinho de Henry Tang será leiloada
China pode virar 6º maior produtor de vinhos do mundo
Vai- Vai homenageia produção vinícola da Serra Gaucha no Carnaval
ABS - São Paulo e ADEGA firmam parceria inédita
Vinho georgiano volta para o mercado russo depois de 6 anos

Da redação

Publicado em 8 de Fevereiro de 2013 às 10:59


Notícias