Revista ADEGA
Busca

9.dez - Vinhos brasileiros e vendas no exterior

Vinhos brasileiros têm potencial para ampliar vendas no mercado externo

Mercados do Canadá e dos Países Nórdicos foram o foco do Módulo III do Treinamento para Exportações de Vinhos


conceito.com
Magnus Skjörshammer

As possibilidades para a exportação de vinhos brasileiros para os mercados do Canadá e dos Países Nórdicos foram detalhadas no último dia 04, durante o terceiro módulo do Treinamento para a Exportação de Vinhos, realizado em Bento Gonçalves. Dirigido às empresas do projeto Wines from Brazil e às vinícolas interessadas no processo de internacionalização, o evento contou com a presença do executivo Magnus Skjörshammer, diretor da Tallink Duty Free Sales, um das maiores companhias de balsa/cruzeiro do mundo.

Conhecedor dos mercados dos países nórdicos, Skjörshammer destacou que o Brasil tem muitas possibilidades de exportação de seus vinhos e espumantes, especialmente para mercados como Suécia e Noruega, em função do grande fluxo de turistas estrangeiros que o país anualmente recebe. "O Brasil pode começar a trabalhar o mercado externo aqui mesmo, despertando o interesse pelos vinhos e espumantes do país através dos turistas estrangeiros", ressaltou.

Mesmo tendo produtos já reconhecidos internacionalmente, Magnus Skjörshammer reforçou a necessidade de criação de uma identidade para o vinho brasileiro. Segundo ele, as vinícolas brasileiras ainda lançam seus produtos tentando compará-los aos europeus.

De acordo com o executivo, os mercados dos países nórdicos estão se abrindo para produtos estrangeiros e o Brasil precisa aproveitar este momento para ampliar as exportações. Para ele, os fermentados brasileiros são de excelente qualidade, bastando apenas a atualização de seus rótulos para que os produtos conquistem, de vez, o consumidor estrangeiro.

Redação
Publicado em 09/12/2008, às 07h54 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h45


Mais Notícias