Vinho - 23.Jan

Vinícolas pagarão indenização aos consumidores por vender vinhos falsos


Depois do caso do falso Pinot Noir, as vinícolas Gallo e Costellation irão pagar dois milhões de dólares para um fundo de compensação, que será usado para indenizar consumidores prejudicados.

As vinícolas compraram, entre os meses de Janeiro de 2006 e Março 2008, cerca de 18,5 milhões de garrafas de falsos Pinot Noir de produtores franceses, e venderam as garrafas com nomes de vinhos conhecidos, como Red Bicyclette, Redwood Creek, Turning Leaf, Farallon, Rex Goliath, Talus e Woodbridge de Robert Mondavi.

Divlgação
Rótulo Red Bicyclette Pinot Noir

Ambas, Gallo e Constellation negam as acusações, e dizem ter sido vitimas de seus fornecedores franceses.

Eles têm a documentação dos fornecedores de que os vinhos eram Pinot noir, quando de fato existia uma grande quantidade de Merlot e Syrah.

Por enquanto, somente três consumidores californianos processaram as vinícolas, acusando-as de "concorrência desleal e publicidade ilícita, envolvendo bebidas mal rotuladas."

O trio de queixosos poderá receber um máximo de 58 mil doláres a partir do fundo de compensação. Outros consumidores que compraram garrafas falsas terão seu dinheiro de volta, no então se não tiverem a  nota da compra, só receberão 3,50 dólares.

Mais notícias sobre vinhos...

Artista brasileiro expõe pinturas feitas em caixas de madeiras de vinhos
Jogos olímpicos 2012 irão beneficiar o mercado vinícola
Ator e produtor lançam linha própria de vinhos sustentáveis
Série Downton Abbey traz vinho Xerez de volta à moda
Grupo de espanhóis cria vinho com música como ingrediente
Vinhos raros serão leiloados em Hong Kong

Da redação

Publicado em 23 de Janeiro de 2012 às 08:33


Notícias