Vinho - 07.Jul - Inovação

Vinícolas recorrem às mídias sociais na Califórnia


Durante o ano passado, algumas vinícolas dos Estados Unidos, principalmente as mais prestigiadas das regiões de Sonoma e Napa Valley, foram atingidas pela desaceleração econômica. O fenômeno abalou o mercado de vinhos de alta qualidade e deixou grande parte vendas estagnadas.

Entretanto, algumas adegas tomaram uma sábia decisão. Para que suas marcas permanecessem em voga na mídia, elas passaram a utilizar as mídias digitais.

O acontecimento prova que, de fato, algumas das melhores idéias nascem dos piores momentos. Agora, as vinícolas que se voltaram para ferramentas de mídia como o Twitter, Facebook e Youtube estão colhendo as recompensas.

Um exemplo é o da St. Supéry Vineyards & Winery. Em agosto do ano passado, a vinícola contratou um comerciante de mídia social, o que fez com que sua participação em sites sociais aumentasse dramaticamente. Entre outras melhorias, as vendas para o clube de vinhos da vinícola aumentaram significativamente.

A experiência da St. Supery ressalta a relevância de alguns fatores fundamentais da mídia social, como a inovação e a criatividade. Valores que, historicamente, tem servido também à indústria vitivinícola.

A sommelier Courtney Cochran fala sobre o assunto no jornal californiano San Francisco Gate: " As vinícolas que entenderem isso [a semelhança entre os valores da mídia social e do vinho] serão as vencedores neste momento de recessão".

Confira as últimas notícias do mundo dos vinhos...

+ Sul da França promove seus rosés durante verão europeu

+ Em nome da luta contra o câncer, personalidades do vinho farão "strip-tease" em Londres

+ Vinhos de Borgonha começam a se recuperar da crise de 2009

+ Châteaux Bouscassé e Montus lançam campanha En Primeur

+ Apesar da crise, consumo nos lares espanhóis subiu em quatro meses
+ Vinícola chilena tem crescimento de 270% em suas exportações

Da redação

Publicado em 7 de Julho de 2010 às 07:34


Notícias