Revista ADEGA
Busca

Vinho - 24.Out

Viticultores neozelandeses abrem escritório em Hong Kong


Os produtores neozelandeses irão abrir um escritório em Hong Kong para expandir sua presença na Ásia. A iniciativa representa um passo importante para o país construir sua presença na região. O corpo de comercio representa cerca de 1.000 membros do setor de vinhos e produção vitivinícola.

Enquanto a Austrália continua sendo o maior mercado para os vinhos neozelandeses - exportando 380 milhões de dólares - e os EUA mostram um forte crescimento nas exportações, a China também tem apresentado crescimento.

De acordo com o Rabobank, o mercado de Hong Kong e da China juntos representam o quinto maior mercado de exportação de vinhos para a nova Zelândia e "o mais lucrativo em alguns aspectos", explicou um analista.

Abrir um escritório em Hong Kong mostra que temos um compromisso a longo prazo com essa região muito importante para a indústria de vinhos Premium da Nova Zelândia. Esperamos que as vendas dos nossos vinhos para a Ásia passem dos 100 milhões entre junho e julho de 2013", falou o presidente do corpo de comercio neozelandês, Stuart Smith.

Mais notícias sobre vinhos...

Uvas pouco irrigadas continuamente produzem mosto ruim
Concurso elege companhias aéras com os melhores vinhos
Brasil é o terceiro maior mercado de vinhos do Douro
Leilão beneficente da Christies bate recorde de venda
Governo cancela salvaguarda para vinhos estrangeiros

Redação
Publicado em 24/10/2012, às 09h46 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias