Revista ADEGA
Busca

William Koch ganha batalha de falsificação de vinho


Depois de anos de batalha judicial e audiências intermináveis, o bilionário William Koch venceu a batalha contra Eric Greenberg num esquema que ele chama de falsificação de rótulos raros.

Aos 72 anos, o colecionador norte-americano de vinhos ganhou fama por sua adega de mais de 40 ml garrafas, avaliadas em cerca de 12 milhões de dólares e por, nos últimos anos, ter se dedicado a combater a falsificação de rótulos raros.

Na última polêmica envolvendo falsificação de vinhos, Koch processou Eric Greenberg, que lhe vendeu, num leilão em 2005, duas dúzias de vinhos raros, entre os quais alguns com safra de 1864 a 1950, como, por exemplo, Château Latour 1864, Pétrus 1921 e Cheval-Blanc 1921). Após anos de batalha judicial, a corte norte-americana finalmente condenou Greenberf a pagar US$ 380 mil a Koch.

Com o dinheiro recebido, Koch afirmou que irá fazer mais investimentos para combater a prática, que se torna cada vez mais comum nos leilões de vinho.

Mais notícias sobre vinhos...

Franceses estão bebendo menos vinho, mas de melhor qualidade

Languedoc-Rosillón vive explosão de produtores estrangeiros

Halle Berry declara sua paixão ao Malbec argentino

Jarno Trulli e diretor italiano se unem para produzir vinhos

Château Haut-Brion celebra 350 anos de menção em diário de Samuel Pepys

Redação
Publicado em 15/04/2013, às 12h26 - Atualizado em 27/07/2013, às 13h48


Mais Notícias