Argentinos consomem mais vinho que cerveja

Segundo estimativas, o consumo doméstico de vinho é maior do que de todas as outras bebidas alcoólicas, inclusive a cerveja.


Poucos dias depois de o vinho ganhar satus de bebida nacional na Argentina, uma pesquisa ratificou a preferência dos argentinos por ele. Segundo estimativas, o consumo doméstico de vinho é maior do que de todas as outras bebidas alcoólicas, inclusive a cerveja.

De acordo com a Kantar Worldpanel, os argentinos consomem, em média, 41 litros de vinho por ano, o que representa um gasto anual de 630 pesos (cerca de 260 reais), sendo a preferência de 70% o vinho tinto, seguido do branco e do rosé. Ele está presente em três de cada quatro residências (75% de penetração) e tem aproximadamente um milhão de compradores a mais que a cerveja, que chega a 67% dos lares argentinos.

"O vinho tem um desempenho muito bom nas casas com pessoas acima dos 50 anos, segmento que cresce tanto em consumo quanto em valor. Além disso, também se destaca em ambientes com uma ou duas pessoas, sem filhos", ressaltou Juan Manuel Primbas, consultor da Kantar Worldpanel Argentina.

A característica que mais se destaca no segmento de vinhos é o fato de, diferentemente da cerveja, em que há grande concentração de vendas numa só marca, haver espaço para todos os produtores e diferenças menores em participação no mercado (a marca mais vendida está cerca de 10% a frente da segunda).

Da redação

Publicado em 16 de Julho de 2013 às 11:00


Notícias Argentina consome mais vinho cerveja