Histórica

Confira a análise da safra de 2005 de Bordeaux

Esta colheita é considerada uma das melhores dos tempos modernos


Em geral, a safra 2005 em Bordeaux é considerada uma das melhores dos tempos modernos. Talvez a safra 2010 vá rivalizar com ela, mas isso ainda está longe de ser uma certeza.
Devido às perfeitas condições, com um verão quente, chuva suficiente no final de agosto e em alguns dias de setembro (nos momentos certos), crescimento e maturação podem ser considerados ideais.

Todas as denominações de Bordeaux produziram vinhos deslumbrantes, mas talvez na margem esquerda, especialmente em Saint-Émilion e Pomerol, estão as estrelas da safra. Apesar do sucesso da colheita em todo lugar, Robert Parker só deu os esperados 100 pontos para o Château Ausone e Château Eglise Clinet (Pomerol). Além disso, não foram apenas os grandes Grand Cru Classés que tiveram ótimas performances, como também vinhos de denominações menores, ou satélites como são às vezes chamados.


Todas as denominações produziram vinhos deslumbrantes, mas na margem esquerda estão as estrelas

Vinhos de Saint-Éstèphe (especialmente Cos d’Estournel), Pauillac, Saint-Julien, Margaux e Pessac-Léognan tiveram bons desempenhos. Os brancos secos de Graves e os doces e Sauternes também tiveram sucesso.

Os tintos são redondos, ricos e tânicos, muito harmoniosos em equilíbrio, pureza, frescor e elegância. São destinados a um longo envelhecimento e estarão prazerosos por muitas décadas a fio, talvez durante todo o século XXI.

Os preços de abertura dos vinhos Grand Cru foram altos e a demanda, forte, o que aumentou ainda mais o valores dos vinhos mais badalados. A situação mudou com a crise financeira em 2009 quando os preços caíram com a falta de procura. No entanto, a partir de 2011, os preços se estabilizaram assim que colecionadores e comerciantes perceberam o potencial de longo prazo da safra, especialmente depois das excelentes 2009 e 2010 que foram lançadas com valores absurdamente altos.

Nesse momento, 10 anos depois da safra, os melhores vinhos ainda estão fechados e merecem mais tempo em garrafa antes de serem consumidos. Muitos dos Crus Bourgeois e Châteaux menores estão agradáveis agora e podem ser altamente recomendados por seu charme e profundidade de sabor.

Por Christopher Cannan

Publicado em 29 de Junho de 2016 às 11:00


Notícias Bordeaux safra 2005 Saint-Émilion Pomerol Château Ausone e Château Eglise Clinet Grand Cru Classés