Segundo pesquisa, é preciso combinar vinho com exercícios físicos para colher benefícios à saúde

De acordo com estudo tcheco, efeitos benéficos do vinho são sentidos apenas quando combinados com prática regular de exercícios


Desfrutar um copo de vinho no jantar combinado à prática de exercícios físicos pode ser a solução para diminuir as chances de contrair doenças cardiovasculares, de acordo com estudos realizados por cientistas tchecos da Unversidade de Palacky.

Divulgação

Consumo de vinho precisa estar ligado à prática de exercícios físicos para ter efeito benéfico

A pesquisa liderada pelo professor Milos Taborsky monitorou 146 pessoas com uma leve ou moderada possibilidade de contrair doenças cardíacas durante um ano. Na análise, metade dos voluntários consumiram vinho branco (Chardonnay-Pinot) e metade vinho tinto (Pinot Noir), sendo que as mulheres foram autorizadas a ingerir 200 ml da bebida e os homens, 300.

No geral, não houve alteração nos níveis de colesterol "bom" entre os que apenas beberam vinho tinto ou branco, mas resultados "positivos e contínuos" foram observados entre aqueles que, além de consumir a bebida, exercitavam-se regularmente. "Descobrimos que o consumo moderado de vinho só tem efeito protetor nas pessoas que se exercitam. Tanto tinto quanto branco tiveram resultados semelhantes", apontou Taborsky.

“Nosso estudo mostrou que a combinação do consumo moderado de vinho com exercícios físicos regulares melhora os marcadores de aterosclerose, sugerindo que esta combinação proteja as pessoas contra doenças cardiovasculares", afirmou Taborsky.

 

Da redação

Publicado em 3 de Fevereiro de 2015 às 08:00


Notícias Doencas cardiovasculares vinho