Revista ADEGA
Busca

Consumo de vinho no México dobrou em dois anos e pode triplicar até 2018

A cultura do vinho no México está cada vez mais forte.


A cultura do vinho no México está cada vez mais forte. A população, que não tem muita tradição do mundo do vinho, viu o consumo da bebida duplicar nos últimos anos, apesar de ainda ser baixo em relação a outros países.  Em 2010, os mexicanos consumiram 27 milhões de litros de vinho, valor que, em 2012, chegou a 55 milhões.

De acordo com o gerente da vinícola espanhola Freixenet no México, Luis Raventos Llopart, além do crescimento expressivo no consumo total de vinho, houve também um aumento na superfície de vinhedos, que foi de 5%. Dessa maneira, prevê-se que, para o período 2018-2020, o consumo de vinho poderá triplicar, chegando aos 180 milhões de litros e contando com maior participação nacional.

Para ele, esse crescimento acontece porque, diferente de bebidas como o uísque e o brandy, que caminham com a moda, o vinho é um tema cultural, que transcende o tempo. Llopart ainda estimou que, de cada 10 vinhos que foram vendidos no México, apenas três são nacionais e o restante vem, sobretudo, da Espanha, França e Chile.

Redação
Publicado em 03/07/2013, às 10h56 - Atualizado em 14/08/2013, às 21h00


Mais Notícias