Mundovino

Empresa de vinhos chinesa é multada pelo uso da imagem de Mao Tse Tung

Além de ter as garrafas apreendidas, a empresa terá que pagar uma multa pelo uso indevido da imagem do líder


O líder chinês Mao Tsé-Tung em 1961 - XINHUA/AFP

Uma empresa de vinhos em Tianjin, China, foi multada por apresentar a imagem do ex-líder do país, Mao Tse Tung, em seus anúncios. 

» Fim da novela. Angelina Jolie vende sua parte no Miraval

As autoridades afirmaram que estavam investigando inicialmente uma empresa suspeita que vendia vinho importado sem rótulos chineses e então descobriram fotos de líderes de estado e anúncios afirmando que o vinho era “O vinho georgiano que Stalin serviu ao presidente Mao em sua primeira viagem ao exterior, a Moscou”. 

Além de violar a lei de segurança alimentar da China, por não cumprir a exigência de rótulos escritos em chinês, a empresa foi condenada por uso indevido da imagem dos estadistas nos anúncios. Durante a investigação, a empresa cooperou e fechou a loja a tempo de fazer uma retificação e substituiu o conteúdo publicitário. 

Foram apreendidas 74 garrafas e aplicada multa de metade do valor total de importação das mercadorias. Além disso, o caso de suspeita de publicação ilegal de anúncios será tratado separadamente. 

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

Assine ADEGA

Arnaldo Grizzo

Publicado em 8 de Outubro de 2021 às 14:00


Mundovino Mao Tse Tung Vinho Apreensão