EnoCultura


DICAS DO JOTA - O SEU ROTEIRO DE VIAGEM EM MIAMI

João Geraldo Abussafi
176 páginas
Letra Livre Editora
r$ 35

Poucos sabem quem é João Geraldo Abussafi. Mas quando o chamam de Jota, tudo se esclarece. Figura carismática, ele ficou famoso por ciceronear celebridades brasileiras em Miami durante anos e, agora, seguramente não há ninguém melhor que ele para dizer os principais pontos da cidade para se visitar, comer, pernoitar etc. Este guia é um belo compêndio do que há de melhor por lá.

A VIÚVA CLICQUOT

Tilar J. Mazzeo
304 páginas
Editora Rocco
r$ 39,50

Nos séculos XVIII e XIX, época em que a mulher apenas desempenhava o papel de dona de casa, Barbe-Nicole Clicquot Ponsardin, viúva aos 27 anos - com uma filha pequena e sem qualquer formação empresarial -, não se abateu e foi à luta. Mulher visionária, atemporal, forte e inteligente, tomou as rédeas da vinícola e teve a ousadia de transformar uma empresa familiar em um grande negócio, sob a marca Veuve Clicquot, hoje sinônimo de luxo e sofisticação.

Com base em extenso e farto trabalho de pesquisa, a historiadora cultural e biógrafa, Tilar J. Mazzeo conta, no livro "A viúva Clicquot", a trajetória de uma das casas de champagne mais famosas do mundo. Não foi a viúva Clicquot (ou Veuve Clicquot, como no rótulo do champagne) que inventou o vinho com borbulhas. Esse mérito, até onde se sabe, é de Dom Pierre Pérignon.

Mas, se não fosse "La Grande Dame", como era conhecida em Champagne, certamente a trajetória da bebida francesa seria outra, pois ela revolucionou o Champagne e fez dele o que hoje associamos: charme, sofisticação, conquistas, alegria, comemorações.

O que fez dessa mulher alguém realmente importante - principalmente para os apreciadores do melhor espumante do mundo - foram suas descobertas na adega. Por exemplo, foi dela a ideia de rodar as garrafas todos os dias (em giros curtos, por até três meses) para conseguir que os resíduos fiquem no gargalo.

Esse método é conhecido até hoje como remuage e consiste em uma importante etapa da fabricação do champagne. E para quem acha que é mais um livro sobre uma biografia de empresária de sucesso, esta obra é uma surpresa. Madame Clicquot era uma figura instigante, tornando-se uma lenda na França e entrando para a história como a figura empreendedora que abriu horizontes para as mulheres no mundo executivo.

Mais do que um refinado olhar histórico sobre uma mulher ímpar e seu passado, "A viúva Clicquot" é uma leitura que brinda a ousadia.

Marusia Gomez

Publicado em 8 de Setembro de 2009 às 06:19


Enocultura

Artigo publicado nesta revista