Mundovino

International Wineries for Climate Change ganha novos membros na busca de uma produção sustentável

Grupo busca reduzir emissões de gás carbono anos após anos e zerar até no máximo 2050


Vinificação sustentável

Iniciativa quer zerar a emissão de CO₂ até no máximo 2050

A International Wineries for Climate Change, grupo de vinícolas lideradas pela Familia Torres e pela Jackson Family Wines, anunciou que mais doze empresas se juntaram na busca por uma vitivinificação sustentável.

» O Paradoxo Francês. Estudo com mais de 40 anos já mostrava os benefícios do vinho

Agora a iniciativa já conta com mais de vinte vinícolas, espalhadas por sete países e cinco continentes.

“Nosso objetivo era reunir as vinícolas mais comprometidas com o meio ambiente e esperávamos que nossa iniciativa funcionasse como um incentivo para que outras vinícolas acelerassem ou iniciassem seus programas de redução de emissões de carbono”, diz Miguel Torres, presidente da Familia Torres. “Portanto, é ótimo ver que agora com 12 novos membros candidatos ingressando, somos mais de 20 vinícolas em todo o mundo. Estamos convencidos de que isso terá um efeito multiplicador” completa ele.

A IWCA tem, alinhada com a campanha Race to Zero da ONU, o objetivo de zerar as emissões de CO₂ até no máximo 2050 com três fases anteriores garantindo a redução constante do gás safra após safra.

Entre os novos membros há vinícolas dos Estados Unidos, França, Espanha, Índia e Austrália.

Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui  

André De Fraia

Publicado em 28 de Setembro de 2021 às 15:00


Mundovino Sustentabilidade Vinho International Wineries for Climate Change Race to Zero Gás Carbônico CO2