Nascido das cinzas

O que é possível saber de um charuto a partir de suas cinzas?


Ole Jørgen Bratland & Gisele Jaquenod_SXC

Muito se especula a respeito de um charuto, atribuindo a ele características graças às cinzas (principalmente suas cores). As colorações pretas, acinzentadas e brancas da cinza de um charuto têm sido tema importante de debates entre autoridades do assunto. Independentemente do que temos lido e ouvido a este respeito, as explicações sobre as distintas cores não apresentam nenhuma prova ou embasamento científico. A apresentação de uma explicação coerente, colocada abaixo, pode ser constatada por empirismo pessoal e isso você pode tentar fazer em casa.

Experimente o seguinte: ponha fogo nas cinzas pretas e acinzentadas e imediatamente elas se tornarão brancas. O que acontece com os resíduos pretos e acinzentados é o resultado de uma queima incompleta (má combustão). As partículas negras são partes orgânicas parcialmente incineradas que, por serem muito grandes, não são consumidas totalmente.

Uma cinza branca significa uma queima quase completa e, com certeza, ela demonstra uma combustão melhor, conseqüentemente um charuto de melhor queima. Provavelmente, é o resultado de uma decomposição das complexas moléculas contidas nas folhas durante o processo de fermentação e maturação de um charuto ou a decomposição de polímeros de uma larga cadeia de taninos produzidos pelo envelhecimento (segunda maturação). Mesmo charutos de longa fermentação e maturação apresentam - em menor quantidade, obviamente - partículas pretas ou acinzentadas e sua fortaleza e cor da cinza modificam-se no decorrer dos anos.

Por exemplo, uma cinza mais branca oferece um gosto mais forte aos charutos, quando são muito jovens. Estamos falando dos primeiros anos de um produto já pronto e armazenado em um humidor, depois de sua fermentação e maturação. As substâncias mais difíceis de queimar permanecem na cinza como partículas pretas e, com o tempo (no humidor), elas se tornam combustíveis e o charuto, conseqüentemente, mais forte. Uma cinza começa a se tornar branca quando um charuto atinge cinco ou seis anos. Ao se aproximar dos 30 anos, os resíduos da maioria são brancos como neve.

C. Barr/FLICKR

Vale lembrar que uma cinza branca pode ter a espessura de uma pele (bem fina). Isso acontece principalmente com capas de excelente qualidade, mas as folhas internas são acinzentadas ou pretas em mais de 50% do charuto. Em uma mesma caixa, podemos encontrar charutos com cinzas mais brancas e outros com resíduos mais escuros. Isso pode significar muitas coisas: o charuto pode estar muito úmido ou muito ressecado; ou, até mesmo, a técnica de fumá-lo talvez não esteja apropriada (uma fumada muito forte com intervalos curtos); um produto muito jovem; ou de excelente qualidade.

O mais importante para aprender sobre as cinzas é que não se identifica um charuto pelo visual de suas partículas residuais, a não ser que se esteja degustando o mesmo. Saber se um charuto está em condições apropriadas de umidade e temperatura, conhecer sua procedência (marca, fábrica, idade etc) e degustá-lo com tempo e paciência, fará com que você identifique o motivo da cor de uma cinza e nunca o contrário.

Paulo Rogério Bueno

Publicado em 22 de Outubro de 2008 às 11:53


Charutos

Artigo publicado nesta revista