Revista ADEGA
Busca

Cava

Novas regras para os borbulhantes espanhóis

O Conselho Regulador da DO espanhola vem implementando novas regras para melhor controlar e qualificar os produtos


Novas regras para os borbulhantes espanhóis

Regras buscam qualificar os espumantes

Entraram em vigor, neste ano, algumas novas regras para os vinhos espumantes espanhóis da DO Cava. Elas tratam especificamente do tempo de guarda sobre as leveduras e da rotulagem.

» Rosé de Idris Elba é eleito o melhor vinho das celebridades

Em julho de 2020 já haviam sido implementadas novas regras para controle de qualidade e procedência desses espumosos, uma vez que a DO de Cava é única no mundo, pois congrega vinhos não apenas de uma região. As Cavas podem ser produzidas em La Rioja, Álava, Zaragoza, Navarra, Badajoz, Valência sendo que a maior região é da Catalunha. E uma das principais mudanças é de que agora, a zona de produção precisa ser especificada no rótulo.

Feitos exclusivamente pelo método tradicional (onde a segunda fermentação ocorre na garrafa), e com uvas típicas espanholas como as brancas Macabeo, Parellada, Xarello e a francesa Chardonnay e as tintas (para as versões rosés) Trepat, Garnacha Tinta, Monastrel e a francesa Pinot Noir, as cavas são classificadas pelo tempo de duração da segunda fermentação, ou tempo sobre as leveduras. Essa classificação foi modificada e agora serão duas categorias: Cava Guarda (que foi mantida da classificação anterior) onde o espumante precisa ficar sobre as leveduras um mínimo de nove meses; e a Cava de Guarda Superior, com três classes: Reserva (com um mínimo de 18 meses), Gran Reserva (com um mínimo de 30 meses de guarda) e Cava de Parejo Calificado, onde o vinho base tem que vir de um só local e o repouso sobre as leveduras deve durar no mínimo 36 meses.

Uma última mudança, que deve entrar em vigor até o final deste ano, é um código de cor nos rótulos com mais informações para facilitar ao consumidor a percepção da idade do vinho e de sua origem. E virão mais novidades por aí: com uma produção de 200 milhões de garrafas ao ano, as vinícolas ainda terão um desafio grande pela frente pois o Conselho Regulador da DO está requerendo que todos os produtores se tornem orgânicos até 2025, e que se adequem a um grande número de determinações de sustentabilidade, como uso de água, embalagem e emissões de gás carbônico, entre outras.

Curiosidade

Novas regras para os borbulhantes espanhóis

Estrela de quatro pontas na rolha indica que a Cava é produzida seguindo o método tradicional

Apesar de não ser obrigatório, a estrela de quatro pontas impressa na parte superior da rolha de Cava, indica que ela é produzida seguindo todas as regras do método tradicional. Se o desenho for simplesmente uma bola preta, é um Granvas, um espumante produzido pelo método Charmat e se houver um triângulo, será um frisante com gás carbônico adicionado.

» Receba as notícias da ADEGA diretamente no Telegram clicando aqui

Silvia Mascella Rosa
Publicado em 20/02/2022, às 09h00


Mais Mundovino