Pesquisa indica que benefícios do vinho ajudam apenas 15% da população

Segundo especialistas, uma taça de vinho por dia pode proteger contra deficiências cardiovasculares apenas em organismos portadores de um determinado gene, presente em apenas 15% da população


De acordo com um estudo da Universidade de Gothemburg, o consumo moderado de vinho pode ser benéfico apenas para alguns. Segundo cientistas, apenas em indivíduos portadores do gene CETP TaqIB, presente em apenas 15% da população mundial, o consumo moderado da bebida pode ajudar a prevenir doenças cardíacas. O gene produz um tipo de proteína capaz de interagir e estimular moléculas do HDL, o bom colesterol.

O estudo analisou 618 indivíduos com algum transtorno cardíaco, e 3.000 saudáveis, dos quais todos foram testados sobre a presença do gene específico. Lauren Lissner, co-autora do estudo comentou a descoberta: “O consumo moderado de vinho por si só não é benéfico, tampouco apenas a presença do gene. Porém, ao se combinar os dois fatores vemos que o risco de surgimento de doenças coronárias diminui significativamente”.

Os estudos anteriores sobre o consumo moderado de vinho mostraram que a bebida pode ser realmente benéfica para todos, não considerando a presença ou não do gene CETP TaqIB. Agora, a descoberta parece desafiar os resultados passados, sugerindo que apenas 15% da população pode se beneficiar do consumo. 

Da redação

Publicado em 21 de Novembro de 2014 às 18:25


Notícias Vinho benéfico gene