Seleção de Cru Bourgeois exclui vinho de seu vice-presidente

Vinhos da safra 2011 do vice-presidente a Aliança dos Cru Bourgeois não entraram na classificação


Caronne Ste Gemme

Caronne Ste Gemme pertence ao vice-presidente da Aliança Cru Bourgeois

Ao todo, 256 vinhos da safra 2011 alcançaram a classificação Cru Bourgeois e, para a surpresa geral, eles não incluem os vinhos de Francois Nony, vice-presidente da Aliança dos Cru Borgeois.

A ideia por trás dos Cru Borgeois não era exatamente fazer uma classificação como a ocorrida em 1855 com os vinhos de Médoc que não foram incluídos na nesse lista. Segundo a entidade, ela deve ser uma marca de qualidade.

A primeira tentativa de instituir isso foi em 2003, mas, depois de alguns problemas, só foi retomada em 2010. Qualquer Château de Bordeaux pode se inscrever. Todos os vinhos são provados às cegas por especialistas que elegem um determinado número.

Segundo Nony, seus vinhos do Château Caronne Ste Gemme não entraram na seleção deste ano, pois ele teve que tomar uma decisão de venda. “Houve oportunidade de vender para a Ásia”, conta, lembrando que, quando se coloca um vinho na seleção de Cru Bourgeois, não se pode vender até que o processo esteja terminado. “Tivemos que entregar os vinhos cedo, portanto, tornamo-nos inelegíveis”, disse.

Apesar disso, Nony diz que continua apoiando os Cru Bourgeois. “Voltaremos em 2012. Isso não muda a nossa visão positiva do sistema”, afirmou. Para a safra 2011, espera-se que cerca de 28 milhões de garrafas levem a marca Cru Bourgeois, o que significa aproximadamente 30% da produção do Médoc.

Da redação

Publicado em 25 de Setembro de 2013 às 09:06


Notícias cru bourgeois vice-presidente exclui 1855 médoc