Revista ADEGA
Busca

Contrapeso

Vinhos finos registram única alta do setor vitivinícola brasileiro

Entre as produções, os espumantes foram os que sofreram a maior queda de vendas


Segundo dados divulgados recentemente pelo Ibravin, houve uma queda de 4,35% nas vendas do setor vitivinícola brasileiro (incluindo vinhos finos e de mesa, espumantes e sucos) no primeiro semestre de 2016, quando comparado ao mesmo período do ano passado. No entanto, os vinhos finos, quando computados separadamente, apresentaram um crescimento de 9,33%.

Único dos itens a registrar alta, os vinhos finos contrastaram com os de mesa, que caíram 5,73%; com os sucos de uva (5.85%); e principalmente com os espumantes (9,65%). Na análise do instituto acerca dos números totais de importação, eles também cresceram, em um total de 5,09%. Apesar do resultado geral não ser o ideal, há uma perspectiva de melhora no cenário para este segundo semestre de 2016.

“O setor vitivinícola não está desconectado da situação econômica nacional. Mas, comparando com outros segmentos, o recuo não foi tão drástico. Talvez, se tivéssemos conseguido reverter a elevação do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), poderíamos alcançar o mesmo resultado do ano passado. Ainda assim, acredito que reverteremos este cenário de baixa”, analisou o presidente do Ibravin, Dirceu Scottá.

Redação
Publicado em 17/10/2016, às 15h16 - Atualizado às 15h19


Mais Notícias